Coisas que achamos que só nós é que sabemos!

* coisas novas

* A música portuguesa expli...

* coisas antigas

* Junho 2012

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

A música portuguesa explicada aos simples

É o final de mais um dia de trabalho na repartição para Olavo Berloque. Limpou os carimbos e colocou mais tinta azul da Prússia na almofada.

Já de saída, Jessica Carina, a voluptuosa administrava, convida-o para jantar. Olavo hesita, a esposa aguarda-o em casa, mas não é nada que uma justificação telefonada de processos em atraso não resolva. Desta vez não, Olavo desculpa-se, fica para a próxima…

 

Chega a casa, jantar já pronto, Fiz-te favas com chouriço, é o teu prato preferido (e o toquezito a Saramago? Se o senhor do Abrupto lesse este blogue, fechava já a loja, de tão incomodado).

 

Favas ao jantar… E o ovo escalfado tem uma cor suspeita… Resultado previsível.

 

Inútil o Ultra-Levure, impotente o Imodium. Sentado na sanita, com a voz rouca, Olavo desespera: “ Nããão, não voltarei a seeeeer, fieeeel…”

sonidos: Ministry
a modos que:
publicado por Miguel O às 19:57
ligação do post | diga as suas coisas | favorito

* nada a declarar

* procurar coisas

 

* Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

* tags

* todas as tags

RSS