Coisas que achamos que só nós é que sabemos!

* coisas novas

* Receita de Pipocas à O-C

* BE defende quotas para o ...

* Portal da Acção Promocion...

* E não esqueçamos os que b...

* Novas medidas Simplex

* Há coisas fantásticas, nã...

* As vantagens do casamento...

* À minha maneira

* Maçon Shopping Center

* A Kermesse de Paris

* coisas antigas

* Junho 2012

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

O Verdadeiro Apreciador

Por muito que a sociedade se laicize, o facto é que continuamos a querer criar religiões. Ou partidos (às vezes confundem-se).

Aos crentes da verdadeira fé, sucedem-se os Verdadeiros Apreciadores, do café aos charutos, do bacalhau à francesinha. Criam as suas capelas, a que gostam de chamar confrarias, e gostam de se constituir como uma elite superior, pelo simples facto de não porem açúcar no café. Nem no chá. Nem sequer saberem o que é chocolate branco.

E são de um proselitismo irritante:

“Vais pôr açúcar no chá? O verdadeiro apreciador bebe-o puro”.

Aliás, é algo comum a todo o membro de uma qualquer Igreja do Verdadeiro Único e Autêntico Apreciador, a demonização das misturas.

E há vários graus de pecados, dos veniais (deixar cozer o esparguete mais de 2’43” ou misturar gasosa na imperial) aos mortais (usar Barca D’Alva para fazer sangria ou queijo de Azeitão na tosta mista).

Não admira, portanto, que tenha assistido a este diálogo num restaurante argentino:

- Como queres o bife?

- Frito em manteiga, meio-termo

- Ah sim? O Verdadeiro Apreciador prefere-o mal passado, grelhado só com sal.

- Herejes! O Verdadeiro Apreciador nem põe sal, isso estraga-lhe os sucos, poisa-se na chapa, vira-se e já está.

- Blasfémia! O Verdadeiro Apreciador, segura-o com uma pinça de madeira de jatupicafá a 21’2cm de um tronco incandescente de madeira de truficapé, durante 0,26”, e não usa talheres.

- Revisionistas! O Verdadeiro Apreciador vai ao pasto e come directamente da vaca!

sonidos: Vinil
a modos que:
Sábado, 20 de Setembro de 2008

Sinais dos tempos

Eu gostava de ver a Pipi das meias altas.

 

O meu filho gosta de ver a Lucy das mamas grandes

sonidos: too sexy for my top...
a modos que:
publicado por Miguel O às 10:31
ligação do post | diga as suas coisas | favorito
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Olha se a moda pega...

 


Seguindo o exemplo da sua congénere sintrense, a Câmara Municipal de A-Dos-Roubados-E-Não-Bufamos, acaba de publicar o seu novo regulamento de taxas a cobrar aos munícipes que se atrevam a submeter algum processo:

 

 

 


sonidos: Thieves like us
a modos que:
publicado por Miguel O às 19:37
ligação do post | diga as suas coisas | favorito
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Ui ka bom!

Diz que parece que todo o blogue bem frequentado tem de ter um destes:

 

 

sonidos: Sim!
publicado por Miguel O às 23:12
ligação do post | diga as suas coisas | favorito
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

E a propósito de GNR

É do melhor que já fizeram a seguir ao Psicopátria:

 

 

sonidos: Efectivamente
publicado por Miguel O às 23:40
ligação do post | diga as suas coisas | favorito

Qual é a sua menina favorita do Fama Show?

A minha é esta:

Coisa mai linda!

a modos que: bem
sonidos: Popless
publicado por Miguel O às 23:32
ligação do post | diga as suas coisas | favorito

Parv Olímpicos

Já vem fora de tempo, mas ainda assim tinha de deixar alguma prosa sobre os Jogos Olímpicos.

 

Além de não perceber o porquê de certas modalidades persistirem, há outras que não se percebe que fiquem de fora.

 

Só devia ser considerado desporto qualquer actividade física que se possa combinar com o pessoal. Uma futebolada, bater umas bolas, dar umas tacadas, ou até uma moedinha ou atirar umas setas.

 

Nunca soube de ninguém que combinasse com os amigos:

 

- ‘Bora’í ver quem consegue atirar um pau mais longe, ou uma bola de ferro, ou uma bola de ferro presa a um fio.

- ‘Bora’í ver quem consegue saltar mais longe, mas podemos dar primeiro dois saltos (e porque não só um ou dois?).

- E se fôssemos ver quem consegue saltar para a água com mais estilo? A Melinha pode ser o júri.

 

Aliás, actividades que impliquem mostrar quem é mais habilidoso e dependem de um júri, nem deviam ser consideradas desporto. Senão, porque não a inclusão do skate, BMX, patins-em-linha, kite, ou, até, atirar um seixo para ver quem consegue que ele dê mais saltinhos na água?

 

Há que dizê-lo com frontalidade. Os Jogos Olímpicos estão cheios de modalidades parvas.

 

a modos que:
sonidos: Há zero a zero
tags:
publicado por Miguel O às 23:16
ligação do post | diga as suas coisas | favorito
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Mais frases da época

- Levantaste dinheiro?

- Ainda não pude, o meu capuz está a lavar.

sonidos: Nothing but flowers
publicado por Miguel O às 22:52
ligação do post | diga as suas coisas | favorito

Frases da época

- Tem Multibanco?

- Não, mas aguarde um pouco que o meu marido foi buscar um à gasolineira.

sonidos: Knocking on heaven's door
publicado por Miguel O às 19:38
ligação do post | diga as suas coisas | favorito

* nada a declarar

* procurar coisas

 

* Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

* tags

* todas as tags

RSS